Famílias em Santa Catarina

A imigração italiana em Santa Catarina se concentrou no leste do estado, nas regiões ao redor de Tubarão, Criciúma, Nova Trento, Tijucas e Rodeio (no Vale do Itajaí). Ao que tudo indica, apenas o sudeste do estado registrou a presença de imigrantes com sobrenome Masiero.

De acordo com as informações fornecidas por Denise Garbellotto Fraga, escrivã do Cartório de Paz do Distrito de Azambuja, Município de Pedras Grandes SC (perto de Tubarão), apenas uma família de imigrantes com sobrenome Masiero se instalou na região.

  • Tommaso Masiero imigrou de Zimella - Verona, para a localidade de Azambuja, por volta de 1885. Ele era casado na Itália com Hermenegilda (ou Remigilda) Frigo e veio juntamente com seus filhos:
    • Giuseppe (n. 7/3/1867 S. Stefano Protomartire, Zimella Verona Itália, f. 07/09/1918 Azambuja SC), casado com Amabile Pasetto (n. 1869, f. 21/01/1940), filha de Ângelo Pasetto e Maria.
      • Fioravante (n. 23/03/1888 Azambuja SC)
      • Segilfredo (n. 10/12/1889 Azambuja SC)
      • Elias (n. 29/09/1891 Azambuja SC)
      • Rosa (n. 29/04/1893 Azambuja SC)
      • Dorotea (n. 14/08/1894 Azambuja SC)
      • Regina (n. 28/05/1899 Azambuja SC)
      • Maria (n. 09/08/1897 Azambuja SC)
      • Augusto (n. 28/05/1899 Azambuja SC)
      • Thomaz (n. 31/01/1903 Azambuja SC)
      • Ângelo (n. 28/04/1906 Azambuja SC)
      • Virginia (n. 10/11/1909 Azambuja SC)
      • José (n. 31/05/1914 Azambuja SC)
    • Fortunata (n. 1869 Itália, f. 02/10/1911 Azambuja SC), solteira.
    • Santo (n. 1874 Itália), casado com Maria Modolon.
      • Não foram encontrados óbitos de ambos, nem filhos registrados.
    • Maria (n. 1880 Itália), casada com Fortunato Scarduelli.
      • Não foram encontrados óbitos de ambos. Não tiveram filhos naturais, apenas adotivos.
    • Ernesto (n. 1884 Itália, f. 20/4/1956 Azambuja SC), casado em 191/11/1903 com Luiza Bortolatto (f. 18/08/1926 Azambuja SC), filha de Benedicto e Ângela Bortolatto.
      • Angelina (n. 22/01/1909 Azambuja SC)
      • Maria (n. 08/12/1905 Azambuja SC)
      • Regina (n. 29/08/1907 Azambuja SC)
      • Justina (n. 07/04/1911 Azambuja SC)
      • Paschoa (n. 20/09/1918 Azambuja SC), aparententemente foi adotada por sua tia Maria e Fortunato; casou-se com Rizieri Scarduelli (sobrinho de seu tio Fortunato).
      • Marcolina (n. 25/04/1920 Azambuja SC)
      • Ida (n. 01/03/1923 Azambuja SC)
      • Antonio (n. 09/02/1925 Azambuja SC)
    • Paschoa. Nenhum dado encontrado.

Alguns descendentes de Tommaso migraram para a região de Curitiba PR (onde se dedicam à produção e comercialização de calçados) e também para a região de Bituruna PR.

De acordo com minhas pesquisas, as famílias Masiero estabelecidas no planalto e oeste de Santa Catarina são descendentes dos imigrantes gaúchos, que migraram para lá entre os anos 1930 e 1970.

Estive visitando seu site sobre a família masiero/maziero. Sou neta de Lauro Masiero (n.16/06/1919 Azambuja-SC, f. 10/03/1984 Criciúma/SC) casado em 09/04/1946 com Joaninha Caciatori (n. 26/06/1921 Orleans-SC) , filho de Elias Masiero (n. 29/09/1981) casado com Isa Masiero, e neto de Giusseppe Masiero (7/3/1867 Zimella/Itália, f. 07/09/1918), no caso ele seria bisneto de Tommaso Masiero, que veio da Itália para Azambuja/SC. Sei que Lauro Masiero teve 14 filhos.

Estou tentando fazer minha dupla cidadania, porém nao estou conseguindo, pois o cartório daqui não tem a certidão de casamento de Giusseppe Masiero e Amabile Paseto, gostaria de saber se você sabe se alguem da nossa família já conseguiu, pq assim ficaria mais fácil..

Gostaria de dizer que meu bisavo veio da italia em um navio e desembarcou em São Paulo. Eles vieram em 3 irmãos e um ficou em São Paulo, outro foi para o Rio Grande do Sul e o ultimo foi para Santa Catarina, de onde é a minha descendencia. Essa historia quem contava era meu avo Antonio Fernando Maziero casado com Ignes Zuchello Maziero. Meu avo veio da cidade de Capinzal - SC, onde la existe uma estrada chamada Linha Maziero, na qual eu visitei lá o tumulo do meu bisavo. Tenho 12 tios, sendo que 2 moram em Capinzal/Ouro - SC, um em Porto União - SC, um aqui no Mato Grosso e o restante em Barbosa Ferraz - PR. Meus avos estão enterrados em Barbosa Ferraz - PR.