A origem dos sobrenomes

Os sobrenomes “Masiero” e “Mazzieri”, as duas variantes mais comuns na Itália, têm origens históricas, etimológicas e geográficas distintas (vide fonte):

  • MASIERO: o sobrenome “Masier” é típico da região de Treviso, enquanto “Masiero” está presente em todo o Vêneto, com um ramo secundário também no Piemonte e na Lombardia. Provavelmente deriva do vocábulo vêneto “masier”, que significa “arrendatário” (agricultor que trabalha em terras alugadas de terceiros). Existem traços confirmados desse sobrenome desde o início do século XVIII. Masiero pode provir do latim “maso”, que denomina uma pequena gleba de terra. Hoje em dia, o termo “maso” é usado nas regiões montanhosas do Vêneto e Trentino-Alto Adige como sinônimo de habitação rural.
  • MAZZIERI: Certamente tem um ramo originário da área entre as províncias de Ancona e Macerata, outro ramo provável na região de Grosseto e Reggia, com derivações bastante diversificadas. Pode provir de um sobrenome relacionado a um negócio ou pertencendo a um corpo militar, mas também é provável a conexão com o vocábulo germânico medieval “mazzi” (ou “mazzo”), que significa “grupo”. Outras fontes indicam que este sobrenome vem de “mazza”, que denomina a clava medieval; assim, esse sobrenome pode indicar o ferreiro que fazia a clava ou o soldado que a usava.

Entretanto, ocorreram muitas mudanças no registro dos descendentes de italianos nos cartórios brasileiros, sobretudo nas cidades e vilas do interior. De um lado, os cartorários não falavam italiano e não compreendiam a pronúncia dos colonos. De outro, o Acordo Ortográfico Luso-Brasileiro de 1931 fez com muitas palavras mudassem de ortografia, e os cartorários entenderam (equivocadamente) que a reforma também se aplicava aos nomes e sobrenomes. Assim, é freqüente a mistura dos sobrenomes Mazziero e Masiero dentro da mesma família, sem falar de outras variantes, como Maziero, Mazero, Mazieiro, Masieiro, Masieri, Mazieri, Mazzeri, Mazzero ou mesmo Madiero e Magiero.