Ferramentas do usuário

Ferramentas do site


prog2:ponteiros

Ponteiros

Em um programa, cada variável tem um endereço, que indica sua localização na memória do computador, e um conteúdo, que é o valor armazenado. Geralmente os valores armazenados são escalares (inteiros, reais ou caracteres) ou não-escalares (vetores, matrizes e estruturas).

Variáveis do tipo ponteiro armazenam endereços de memória de outras variáveis; em outras palavras, ponteiros são variáveis que referenciam outras variáveis. Ponteiros podem ser muito úteis em determinadas situações, por isso são usados extensivamente na programação em C.

Declaração

Um ponteiro é declarado através do modificador *, seguindo esta definição:

<tipo_base> * <nome_do_ponteiro> ;

Exemplo:

int   *pi ;  // ponteiro para inteiros
float *pf ;  // ponteiro para floats
char  *pc ;  // ponteiro para caracteres

No exemplo acima, pi é um ponteiro para inteiros, ou seja, pode referenciar (“conter o endereço de” ou “apontar para”) um local da memória que contém um valor do tipo int.

Uso

Ponteiros são usados sobretudo de três formas:

  • Atribuir: atribuir um valor ao ponteiro
  • Ler: ler o valor armazenado no ponteiro
  • Desreferenciar: ler o valor da posição de memória indicada (“apontada”) pelo ponteiro.

Eis um exemplo mais elaborado dessas operações:

ponteiros.c
#include <stdio.h>
 
int main ()
{
  int *p ;                       // ponteiro para inteiros
  int a = 231 ;
  int b = 7680 ;
 
  printf ("&a vale %p\n", &a) ;  // endereço de a
  printf ("&b vale %p\n", &b) ;  // endereço de b
  printf ("&p vale %p\n", &p) ;  // endereço de p
 
  printf ("p vale %p\n", p) ;    // valor de p (leitura)
 
  p = &a ;                       // atribuir valor a p
  printf ("p vale %p\n", p) ;    // ler valor de p
  printf ("*p vale %d\n", *p) ;  // desreferenciar p
 
  p = &b ;
  printf ("p vale %p\n", p) ;
  printf ("*p vale %d\n", *p) ;
 
  *p = 500 ;                     // desreferenciar p
  printf ("b vale %d\n", b) ;
 
  return 0 ;
}

A execução do código acima gera a seguinte saída:

&a vale 0x7ffe2b852890
&b vale 0x7ffe2b852894
&p vale 0x7ffe2b852898

p vale (nil)

p vale 0x7ffe2b852890
*p vale 231

p vale 0x7ffe2b852894
*p vale 7680

b vale 500

A tabela a seguir mostra o conteúdo da memória em diversos momentos da execução do código:

momento a (0x7ffe2b852890) b (0x7ffe2b852894) p (0x7ffe2b852898)
início 231 7680 (nil)
após p = &a 231 7680 0x7ffe2b852890
após p = &b 231 7680 0x7ffe2b852894
após *p = 500 231 500 0x7ffe2b852894

Observe que os endereços das variáveis não mudam, apenas seus valores.

Ponteiros nulos

Um ponteiro nulo é aquele que aponta para nada, ou seja nenhum endereço válido. A macro NULL define o valor de ponteiros nulos, que equivalem a zero (0) no C ANSI.

A tentativa de desreferenciar um ponteiro nulo resulta em erro de acesso à memória, que geralmente leva à interrupção da execução com uma mensagem de Segmentation Fault ou similar. Um exemplo de código contendo esse tipo de erro:

ptr-error.c
#include <stdio.h>
 
int main ()
{
  int *p ;
 
  // na linha abaixo, qual o valor apontado por p?
  printf ("p vale %p e *p vale %d\n", p, *p) ;
 
  return 0 ;
}

Ponteiros não-inicializados (contendo “lixo”) também podem levar ao mesmo tipo de erro, pois podem apontar para áreas de memória que não estão acessíveis ao programa.

Ponteiros void

Um ponteiro de tipo void é considerado um ponteiro genérico, que pode referenciar qualquer endereço de memória independente de seu tipo. Ponteiros void são muito usados para trasferir parâmetros genéricos para funções, ou para construir estruturas de dados genéricas, que podem armazenar/referenciar dados de diversos tipos.

void *ptr ;

Por não terem um tipo predefinido, ponteiros void não podem ser desreferenciados. As operações aritméticas sobre ponteiros void consideram como tamanho básico 1 byte.

Exemplo:

void.c
#include <stdio.h>
 
int main ()
{
  int a = 34 ;
  int b ;
  void *p ;
 
  p = &a ;
  b = *p ;  // erro de compilação!
 
  printf ("p vale %p\n", p) ;
  p++ ;
  printf ("p vale %p\n", p) ;
 
  return (0) ;
}

Ponteiros para ponteiros

Como visto acima, um ponteiro é uma variável que pode conter o endereço (“apontar”) de outras variáveis. Nada impede um ponteiro de conter o endereço de outro ponteiro, o que chamados de referencia indireta, ponteiro duplo ou ponteiro para ponteiro.

A declaração e uso de ponteiros indiretos é simples:

pontpont.c
#include <stdio.h>
 
int main ()
{
  int a = 231 ;
  int *pd ;  // ponteiro direto
  int **pi ; // ponteiro indireto, equivale a int *(*p)
 
  pd = &a ;  // pd recebe o endereço de um int
  pi = &pd ; // pi recebe o endereço de um ponteiro para int
 
  printf ("a  está em %p e vale %d\n", &a, a) ;
  printf ("pd está em %p e vale %p\n", &pd, pd) ;
  printf ("pi está em %p e vale %p\n", &pi, pi) ;
 
  printf ("*pd  vale %d\n", *pd) ;
  printf ("*pi  vale %p\n", *pi) ;
  printf ("**pi vale %d\n", **pi) ;
 
  return 0 ;
}

O resultado da execução do código acima é:

a  está em 0x7ffda4afa4ac e vale 231
pd está em 0x7ffda4afa4b0 e vale 0x7ffda4afa4ac
pi está em 0x7ffda4afa4b8 e vale 0x7ffda4afa4b0
*pd  vale 231
*pi  vale 0x7ffda4afa4ac
**pi vale 231

Representação gráfica

As estruturas de dados que usam ponteiros podem ser tornar grandes e complexas, como listas, árvores e grafos. Por isso, muitas vezes é interessante poder representá-las graficamente. Uma variável de tipo ponteiro é usualmente representada como um quadrado com uma seta, que indica para onde a variável aponta. Na figura a seguir estão representados os ponteiros declarados no código da seção anterior. Também é apresentada a representação de um ponteiro nulo (p=NULL), que não aponta para um conteúdo válido.

Exemplos de ponteiros

Aritmética de ponteiros

Ponteiros são valores numéricos e portanto podem sofrer algumas operações aritméticas simples. Considerando N o tamanho do tipo apontado por um ponteiro (em bytes), temos:

  • ++: o valor do ponteiro é incrementado de N.
  • --: o valor do ponteiro é decrementado de N.
  • +: somando V ao ponteiro, seu valor é incrementado de V*N.
  • -: subtraindo V do ponteiro, seu valor é decrementado de V*N.

Além disso, ponteiros podem ser comparados (<, >, >=, <=, ==, !=, etc).

Exemplo:

int nota[5] = { 45, 78, 92, 73, 87 } ;
int *p ;
 
p = nota ; // p aponta para nota[0]
printf ("p: %p, *p: %d\n", p, *p) ;
 
p++ ;      // p aponta para nota[1]
printf ("p: %p, *p: %d\n", p, *p) ;
 
p += 3 ;   // p aponta para nota[4]
printf ("p: %p, *p: %d\n", p, *p) ;

Resultado da execução:

p: 0x7ffd28f319a0, *p: 45
p: 0x7ffd28f319a4, *p: 78
p: 0x7ffd28f319b0, *p: 87

A evolução do ponteiro p pode ser representada graficamente:

Ponteiros e vetores II

O uso de ponteiros pode facilitar muito a escrita de código envolvendo vetores. Um exemplo clássico é a implementação da função strcpy (s,t), que copia a string t para a string s (extraído e adaptado do livro C Programming ANSI - Kernighan & Ritchie).

Implementação vetorial básica:

void strcpy (char *s, char *t)
{
  int i ;
  i = 0 ;
  while (t[i] != '\0')
  {
    s[i] = t[i] ;
    i++ ;
  }
  s[i] = t[i] ;
}

Implementação vetorial melhorada:

void strcpy (char *s, char *t)
{
  int i ;
  i = 0 ;
  while ((s[i] = t[i]) != '\0')
    i++;
}

Versão usando ponteiros:

void strcpy (char *s, char *t)
{
  while ((*s = *t) != '\0')
  {
    s++; 
    t++;
  }
}

Podemos mudar os operadores de incremento para dentro da condição:

void strcpy (char *s, char *t)
{
  while ((*s++ = *t++) != '\0') ;
}

Podemos retirar a comparação != '\0', pois é redundante:

void strcpy (char *s, char *t)
{
  while (*s++ = *t++) ;
}

Exercícios

  1. Assistir o vídeo Binky Pointer Fun, da Stanford University (existe uma versão com legendas em português).
  2. Escreva um programa que leia 10 inteiros da entrada padrão, armazene-os em um vetor e os escreva na saída padrão na ordem contrária; todos os acessos ao vetor devem ser feitos usando somente ponteiros, sem usar índices (vet[i], etc).
  3. Mude o programa anterior para ordenar o vetor usando o algoritmo da bolha.
  4. Escreva um programa para calcular o tamanho de uma string usando somente ponteiros.
  5. Escreva um programa para concatenar duas strings usando somente ponteiros.
prog2/ponteiros.txt · Última modificação: 2019/04/09 13:37 por maziero